“É livre a manifestação do pensamento e da expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, sendo vedado o anonimato. (CF 88).”

6 de jun de 2012

As mentiras do PT


Este imóvel deve ser leiloado
Apesar de a documentação comprovar a falha, o PT continua garantindo inocência. Esse comportamento também está estampado em todos os recursos do processo de Embargos de Terceiros, movido pela Prefeitura de Porto Alegre para continuar com a posse do imóvel que deve ser leiloado para saldar a divida que a Imobiliária Princesa do Lar foi condenada a pagar. O Município de Porto Alegre usou até o Judiciário gaúcho para dar legalidade a um ato ilegal. 



A grande defesa é a afirmação de Jorge Cesa Ferreira da Silva:





Ora, pela cartilha do PT, se ao Município "não cabe ficar investigando a vida de qualquer pessoa que se conecta com o município por qualquer relação contratual," também não cabe aos estados ou à Federação ficar investigando qualquer pessoa, não é mesmo?

A investigação somente será admitida se for em relação aos partidos e pessoas que não fazem o jogo do PT.

*********************
Eis o documento que a petralhada nega ser verdadeiro

Se tal fosse verdade, seria fácil processar Veja por forjar um documento oficial. O documento que a revista mostra vem com o brasão da República. Seu uso é obrigatório nos papéis de expediente, nos convites e nas publicações oficiais de nível federal, de acordo com a lei 5.700/71. Não é um papel que você pega em branco com o símbolo em qualquer xerox e escreve o que quiser embaixo. Tampouco pode-se usar o símbolo em qualquer informe comunicativo só pra ficar mais supimpa: apenas entidades governamentais federais podem fazer uso do brasão. Nem mesmo paraestatais, como Banco do Brasil ou Petrobrás podem utilizar o símbolo. Há inclusive decisão no sentido de coibir entidade de despachantes que utilizava o brasão da República em seus documentos sob pena de multa diária de 10 mil reais.
Leia mais IMPLICANTE
Via Jorge Roriz - http://wp.me/p6Q8u-ebk

*****************

INCOERÊNCIA NO STF

É lamentável que a mais alta corte de justiça do país, o STF, julgue que a entidade não deve se posicionar em defesa do colega Gilmar Mendes ou contra Lula. Entre a corte predomina o entendimento de que o assunto foi pessoal mas, a partir desta análise põe-se em dúvida a coerência e isenção dos togados, analisando– eles sim – o ocorrido sobre uma visão pessoal para proteger Lula e não dentro dos rigores da lei, já que houve tentativa de “suborno”(chantagem) de um ministro, portanto, uma atitude criminosa diante da visão legal e não pessoal. Dentro deste raciocínio como confiar em seus integrantes pois o atingido não foi isoladamente o ministro Gilmar, mas o STF como um todo. E, com tal posição, ignoram, mais uma vez, que – politicamente – Lula já se transformou num marginal perante as leis, desprezando-as com todas suas atitudes e o STF dando carta branca e força para ele continuar agindo como bem quiser e como sempre agiu, isto é, como qualquer ditador que sempre está acima da lei.
João Roberto Gullino
Petrópolis, RJ




Nenhum comentário :

Postar um comentário

Você poderá deixar aqui sua opinião. Após moderação, será publicada.

Contador de caracteres